quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Pudim para Mim

Recebi um pudim…
Não foi comprado,
Fê-lo para mim.
Tão
Malandro, este pudim…!
Parecia encantado
Por me deixar assim.
É que
O caramelo do pudim,
Bem acastanhado,
Fez-me chorar, sim!
A verdade,
É que este pudim,
Cremoso e açucarado
Serviu de festim.
Porque
Não é SÓ um pudim…
Mas uma espécie de abençoado
Até que enfim!
Como que
A vitória do pudim
Depois de enfrentado
Tanto frenesim.
Logo,
Para mim, o pudim
Para ti, um obrigado,
Querido querubim...
Pois
Melhor do que o pudim,
É tê-la a nosso lado
A rir-se do bicho ruim.
Resumindo:
Bendito sucesso do pudim
Bem comparado
À sua teimosia sem fim.
Sendo assim,  
Viva o pudim,
O coração sossegado
E os pós de perlimpimpim!


                                    

             
                                                                  Sofia Cardoso
28 de outubro de 2014

Sem comentários:

Enviar um comentário