sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Parabéns, querida!

Já lá vão doze anos…! O tempo voa…
Lembro-me daquele dia como se fosse hoje. Ia ser tia, pela primeira vez…!
Aliás, voltando um bocadinho atrás, ainda me lembro do dia em que soube que ia ser tia (pela primeira vez, repito!) Foi pelo telefone, estava em casa (dos meus pais, ainda), no meu quarto… E fiquei tão contente…!
Bom, verdade seja dita, não era (ainda!) tia oficialmente porque namorava “apenas” com o verdadeiro tio mas não interessava, sentia-o como se já o fosse e era só isso que contava.
O tempo voou, de facto. Sou tua tia de pleno direito, minha (primeira!) princesa e aqui estou hoje, recordando o teu nascimento.
Continuando… Lembro-me perfeitamente daquele dia.
Soube, ainda de manhã, que o trabalho de parto começara. Lá vinhas tu! E assim estive ansiosa a manhã toda.
Chegada a minha hora de almoço, aproveitando que nesta terra é tudo perto, não resisti e voei para o Hospital na esperança de poder conhecer-te logo se, entretanto, nascesses. (Eu e as minhas pressas…!) Ainda teria que aguardar… Não me fizeste a vontade. Esperaste, antes, que eu saísse (marota!) para nasceres logo de seguida.
Quando soube (finalmente!) que já nasceras, bem e com saúde, fiquei radiante e só contava os minutos para poder dar-te um colinho (sim, porque ver-te não bastaria!). Nessa tarde, as horas não voaram mas passaram e assim que saí do meu local de estágio lá fui, não sem antes passar numa florista para levar um grande ramo de flores para a mamã que, afinal, foi quem te trouxe (e tão bem!) às nossas vidas.
Também me lembro perfeitamente da sensação que tive quando te peguei ao colo… Eras o primeiro bebé que conhecia que também era um bocadinho meu e era também a primeira vez que segurava um recém-nascido. Foi um momento único que ficou registado nesta foto que guardo de recordação. E, de repente, já voaram doze anos… «Sê feliz» (Pensei naquele dia e repito hoje...)
Parabéns, querida!








Sofia Cardoso
09 de janeiro de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário