quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Querer Crer

Há quem precise de ver para crer e depois há aqueles para quem querer é poder.
Eu queria muito, mesmo sem o perceber ou, talvez, não cria muito no que podia valer.
Também, confesso, nunca me tinha debruçado muito sobre este meu prazer de escrever, até alguém ligar o interruptor da minha luz interior e me por a mexer.
Porque demorei tanto tempo a esta ideia amadurecer? Vá-se lá saber...!
O que sei é que, desde que comecei realmente a pagar para ver, não tenho mais tempo a perder e creio, agora, que vale bem a pena querer. (Até ver…)
Queres muito alguma coisa? Começa por crer e depois trabalha a valer!
Quero crer que não te vais arrepender!




Sofia Cardoso
28 de janeiro de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário