sexta-feira, 13 de março de 2015

Escolha

A vida é feita de escolhas. Das que podemos fazer e das que não estão nas nossas mãos mas nos alteram, no presente, o rumo.
Mesmo em relação a estas últimas, existe uma escolha que está sempre ao nosso alcance… A que define a forma como lidamos com as primeiras, para o futuro...
Seguindo uma filosofia de vida inteligente de um sábio amigo, escolho “não pagar por dentro”. Não lamentar mais do que é exigido; não chorar mais do que é merecido; não culpabilizar mais do que é devido; não problematizar mais do que pode ser resolvido; não escarafunchar mais o que pode ser esquecido.
Não se trata sequer de uma atitude meramente defensiva. É, acima de tudo, uma atitude positiva.
O tempo de cada um de nós tem um limite, desconhecido para todos. Podemos contar com horas, dias, meses ou anos. Contudo, não sabendo que crédito temos, talvez não seja má ideia ponderar o que desperdiçamos.
Pagar por dentro é apenas isso, desperdiçar… Tempo, momentos, vida, sentimentos…
É preciso seguir em frente, sem hesitar, até porque o tempo é impiedoso e nada preguiçoso.
Para tanto, para-se, com serenidade, resolve-se e retoma-se a viagem, pois nunca sabemos qual a próxima paragem e, no entretanto, o melhor é mesmo aproveitar a beleza da paisagem.


Sofia Cardoso
12 de março de 2015


Sem comentários:

Enviar um comentário